Home  Avaliação

Avaliação

Segunda chamada de provas bimestrais

Poderá solicitar segunda chamada de prova aluno regularmente matriculado.

Terá direito a solicitar segunda chamada de prova o aluno que deixar de comparecer à avaliação regularmente prevista, nos seguintes casos de impedimentos:

  • motivo de doença, devidamente comprovado através de atestado médico;
  • os previstos na Lei nº 4375/64 e Decreto-Lei nº 715/69 (manobras ou exercícios militares);
  • luto de parentes ou afins em linha reta, ou colaterais até o segundo grau, comprovável pelo respectivo atestado de óbito;
  • convocação, coincidente em horário, para depoimento judicial ou policial, ou para eleições em entidades oficiais, devidamente comprovada por declaração da autoridade competente;
  • impedimentos gerados por atividades previstas e/ou autorizadas pela coordenação do respectivo curso;
  • esteja afastado, amparado pelo tratamento especial.

O pedido de segunda chamada, deverá ser firmado por meio de requerimento protocolado na Secretaria Acadêmica, anexando ao mesmo a documentação pertinente, em até 2 (dois) dias letivos, a contar da data de realização da avaliação. Cabe ao coordenador do curso a análise e o parecer sobre os requerimentos.

As provas de segunda chamada serão realizadas no final do semestre, em datas previstas no calendário de atividades acadêmicas.

Nas provas de segunda chamada serão exigidos os conteúdos abordados durante todo o semestre letivo.


Revisão de provas

Todo aluno regularmente matriculado terá direito de vistas às provas escritas, devidamente corrigidas pelo professor ministrante da disciplina, a fim de esclarecer tanto questões de conteúdo, quanto às relativas às formas de avaliação e correção.

É assegurado ao aluno o direito à revisão de resultados das avaliações, através de requerimento protocolado na Secretaria Acadêmica no prazo de 3 (três) dias letivos, após a divulgação oficial dos resultados, prevista no calendário de atividades acadêmicas.

As solicitações de revisão de resultado de avaliação deverão ser apreciadas e decididas inicialmente pelo professor ministrante da respectiva disciplina, no prazo de 3 (três) dias letivos, contados da data do protocolo, resguardado ao aluno o direito a recurso primeiramente ao coordenador do curso e, em segunda instância, ao Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão, na forma prevista no Regimento Único da Faculdade.